quinta-feira, 5 de julho de 2007

Ramones, Rock And Roll High School, o filme (1979)


Não tive dúvidas. Entre o happy hour com o pessoal do trampo e o convite de amigas para “um filme de rock” no CineSesc, eu não tive dúvida. Fui ver o filme. Ao chegar lá, descobri que exibiriam, de graça, “Rock And Roll High School”, de 1979 (que eu nunca tinha tido a oportunidade de assistir), com os Ramones, produzido pelo Roger Corman, e dirigido por Allan Arkush, que dirigiu também o sensacional “Get Crazy” (1983) e depois se tornou diretor de seriados.

A exibição fez parte do projeto Cine Comodoro, desenvolvido pelo diretor Carlos Reichenbach (“Garotas do ABC”, “A Ilha dos Prazeres Proibidos”, “Dois Córregos”, entre outros), e prevê a exibição de um filme raro, precedido por um curta, no caso o interessante “Das Faces e Sombras”, de Vebis Jr.

E o filme “Rock and Roll High School” é um clássico raro, exibido com legendas especialmente preparadas para a sessão. Produção B, conta a história de Riff Randell, a maior fã dos Ramones, que resolve enfrentar a nova diretora conservadora de sua escola_ a High School da história.

O que se segue é o filme teen clássico, até a entrada em cena dos Ramones, que chegam à cidade num conversível. A partir de então, o filme vira um veículo para a banda, com direito a piadas sobre fãs, groupies e jabá.

Entretanto, o que mais me chamou a atenção é como os Ramones são tratados no filme. Em cena, eles não aparecem como parte do movimento punk, mas sim como os devidos rock stars que eram, mesmo na sua simplicidade.

Numa cena em que Riff sonha com seu amado Joey Ramone após fumar um baseado, entre os discos de sua coleção estão “Sticky Fingers”, dos Stones, “Who´s Next”, do Who, “Highway 61”, de Dylan, e “Road To Ruin”, dos Ramones.

Diferentemente da Inglaterra, onde a cena punk pregava a distinção radical do que era feito por Led Zeppelin, Pink Floyd, etc, no imaginário americano, o punk era rock´n´roll também, ponto. No filme, além de Ramones, ouve-se Velvet Underground (“Rock and Roll”), Alice Cooper (“Schools Out”, claro), Chuck Berry, Devo, instrumentais de Brian Eno, e até Paul and The Wings, com a belíssima “Did We Meet Somewhere Before?".

Uma pena que na cena do show, os Ramones não executem seus números ao vivo, que incluem “Teenage Lobotomy” e “Pinhead”_ coisas de uma produção barata, é claro, mas o que importa é que a mensagem dos Ramones ainda está viva, tanto que o cinema, de 350 lugares (incluindo o fumoir) estava quase lotado, o que é excelente para uma quarta-feira e para Johnny, Joey, Dee Dee e Marky.

6 comentários:

Mauro disse...

Caracas Mr.Z,
fiquei na fissura pra assistar esse filme. Legal que os discos na cena do "base" eu tb tenho rs..rs.. e o resto do som que rola no filme tb. só não lembro dessa do Wings, será que não tenho? ou está no back to the egg? que tenho, mas faço questão de não lembrar? Pena que qdo. assistir não estarei tão bem acompanhado como vc estava rs..rs... mesmo assim, vou procurar.
Abçs!!!!!!!!!!

MO disse...

O meu Road To Ruin tá em Bauru, num rolo que fiz com o Aran, até agora não solucionado.

Daniel Souza Luz disse...

Porra, agora que me dei conta que não sabia quase nada sobre esse filme, e o Ramones é uma das minhas bandas favoritas. Pela leitura do Mate-me por Favor eu achava que eles mal apareciam no filme.
Aí Zoyd, todos os textos que li até aqui são muito bons. Eu só discordo que a capa do Echo é um apanhado dos cabelos que usávamos dos anos 80. Como comentei com minha irmã anos atrás, acho que esse papel cabe ao New Order (talvez não fosse o caso do Peter Hook...).
Abraço

MO disse...

Talvez juntando o NO e o Echo d~e uma coletânea dos cabelos dos 80´s, mais os mullets do U2 e as jubas do Robert Smith e do Prince, aí fechou.

Stela Guimarães disse...

ah, quero ver!
eu ganhei um filme de aniversário e ainda não vi. chama-se os cinco garotos de liverpool, sobre o quinto beatle. meu dvd deu pane e aí estou sem opção.
gosto muito daqui e volto pra dar mais palpite.
ah, amanhã (24) vou ao show do teatro mágico. depois te conto como foi!
baccio :D

Stela Guimarães disse...

adorei o comentário sobre o echo e mulets! hahahaha